Pages

Sunday, December 20, 2015

Aonde está o amor?

Há quase um ano não escrevo.

Não escrevo por falta de tempo, e também por falta de vontade.

Eu escrevia muito, mas tenho sentido a necessidade de silenciar minha mente nestes últimos tempos.

O que me fez escrever novamente foi um sentimento de indignação diante de situações que vemos acontecendo todos os dias.

Não me prolongarei nesta postagem, porque acho que é um assunto muito comentado e sabido por grande parte das pessoas.

O que vejo nas redes sociais é o desrespeito em todos os sentidos e dimensões. Tudo é colocado na internet. Qualquer coisa. Um simples cachorro, uma criança dando risada, até a humilhação pública e descarada de alguém.

Tudo para ganhar atenção. Claro, quanto mais atenção as pessoas têm, mais o ego se infla e as pessoas acham que são melhores do que os outros.

Vejo blogs e vídeos super trabalhados, como querendo ser profissionais, ainda melhor do que o outro.

Vejo pessoas sendo "solidárias" e mostrando uma compaixão que não acredito que exista num mundo tão egoísta.

Quem ganha é o melhor. O solidário é aquele que mostra, nos dias de hoje, que pode fazer algo para brilhar o ego, e não porque pôde fazer algo para seu próprio coração.

Tudo precisa ser mostrado e escancarado. Precisa ser exposto, massacrado, humilhado, exaltado.

Um mundo que não tem mais coração. Não existe mais compaixão, vida, respeito, consideração.

Este mesmo mundo aonde pessoas vivem de frases feitas e prontas para serem compartilhadas, como se aquilo mudasse a vida de alguém. E talvez mude por alguns segundos, até a próxima postagem.

Não se usa mais a emoção verdadeira sem ter que ser mostrada ao mundo.

Aonde foi parar o amor?


Wednesday, December 24, 2014

Luz divina

Luz divina em cada coração.

Amor incondicional. Todos somos parte Dele. E somos seus filhos, junto com Jesus.

Que a energia Crística esteja presente em todos os momentos de sua vida.

Tuesday, October 7, 2014

Como você se sente? Um ser livre ou preso?

Todos os dias me deparo com dúvidas.
Quero ser eu mesma. Quero sentir minhas emoções e sentimentos. Quero saber o que é minha essência e o que meu ser me diz.
Então começam os questionamentos sobre não ser como os outros. Em como ser autêntica em um mundo onde todos te julgam de todas as formas.
Se alguém se veste diferente, dá risada mais alto, pensa com a própria mente já é considerado um “anormal”.
Bom, então o que é ser “normal”?
Ser igual à grande maioria? Não saber sua essência e o que o seu interior quer e diz para você?
O preconceito, o julgamento, a manipulação são constantes todos os dias.
Julgamentos e críticas doem. E muitas pessoas não percebem que estão fazendo isso. Nem que estão nesta sintonia negativa. Quanto mais se critica e julga, mais o ego está falando.
E a alma fica de lado.
O caminho é seu. É único.


Pare e veja como sua vida está. Quem está ao seu redor. O que te falam. Como te analisam. Como querem que você seja.
E então? Como você se sente? Acomodado na situação por achar que é satisfatório os julgamentos para que você seja reconhecido e aceito em um grupo ou sociedade? Ou você prefere se sentir livre, livre mesmo, e batalhar todos os dias para mostrar para você mesmo quem você é, sem precisar de aprovação dos outros?


Pode ser que você se identifique com algumas filosofias, culturas, frases, emoções do mundo.
É o que acontece comigo. Sinto o que é importante e significativo para mim, para a minha caminhada e para meu Ser Superior. Vou sentindo o que realmente importa para meu ser. O que tem significado lá no fundo do coração.
Nada é mais importante do que o seu coração. Do que sua voz interna.


É esta voz que se comunica com você. Não sua mente, mas seus sentimentos. Sua intuição. As emoções e sentimentos positivos e negativos dos lugares, ambientes, pessoas, coletividade.
É a pura energia dentro de você.
Siga sempre seu caminho. Mesmo que isso seja difícil em um mundo manipulador, cheio de regras, de preceitos, de certezas incertas.
O caminho é seu. Suas crenças, certezas, acertos, erros, limites, medos, verdades, sentimentos, alegrias são somente seus.
Nunca deixe de ter respeito, educação, consideração, amor, solidariedade por você mesmo e pelos outros.
O resto somente diz respeito ao seu caminhar. À sua missão. Ninguém tem o direito de dizer o que você deve fazer, pensar, sentir. Somente você mesmo.



Saturday, May 24, 2014

Como você vê sua vida?

A sua vida depende da perspectiva que você a vê.

Quanto mais se busca respostas ou explicações fora de si mesmo, mais a mente fica confusa com tantas informações. Parece que nós tentamos nos encaixar com aquilo que vimos, escutamos, lemos.

Negar ou recusar algo que nos aconteceu é simplesmente rejeitar aprendizados e experiências. Por mais que achamos que algo não aconteceu como "deveria ser", há sempre algo bom e positivo.

Quanto mais nós tentamos nos libertar de certas situações passadas, ou mesmo presentes, mais elas nos rodeiam. Quanto mais damos ênfase a algo negativo aos nossos olhos e pensamentos, mais aquilo fica grudado em nossas vidas.

Mesmo que tenhamos passado por momentos difíceis para nossas emoções, sentimentos e pensamentos, nada, nada mesmo é tão ruim.


Ninguém é tão ruim quando há amor.

Mas muitas pessoas não sabem o que é isso. Quando amamos, seja nossos filhos, pais, amigos, situações, as coisas parecem não ter tanta importância assim em relação ao problema que achamos ter.

Além disso, tentar seriamente encontrar respostas externamente fará com que a situação fique ainda mais nebulosa e complicada.

O passado já foi. O minuto passado já acabou. Mas, tenha certeza que aquela ação, sentimento, emoção, olhar, suspiro, risada, surpresa valeu a pena. Ficará guardado sempre na memória. Então, guarde-os da melhor forma possível.

A vida é sua. A perspectiva da sua visão em relação a ela depende exclusivamente de você. Sinta-se bem com a vida. E pare de se lamentar ou vitimizar. Se você viveu tanta coisa até hoje, aproveite tudo isso e sinta-se positivo.